Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ARTIGO

Por Laura Maria Elias

A história da suposta múmia alienígena encontrada no Peru

Ufólogos e interessados em Ufologia esperam, sempre, por uma notícia ou achado que comprove a presença alienígena em nosso planeta no presente ou passado. De tempos em tempos surgem alegações que acabam esquentando o debate, como o deste ano, de uma suposta múmia não humana encontrada no Peru.

Categoria: ARQUEOLOGIA | INVESTIGAÇÃO | MÚMIAS | PERÍCIA | PESQUISA

Pelo próprio teor do assunto a que se dedica, a Ufologia é terreno fértil para polêmicas, fraudes e alegações sem fundamento, que infelizmente sempre conseguem alguém que lhes dê crédito e mantenha vivos assuntos que deveriam ser esquecidos. Essa característica do estudo deixa uma pesada herança para os pesquisadores, pois muitos nomes sérios da pesquisa já naufragaram por atestarem como verdadeiros objetos, alegações e descobertas que eram falsos.
No entanto, esse é um viés da pesquisa que precisa ser mais bem entendido e discutido, pois, por medo de se cair no ridículo perante a Comunidade Ufológica Mundial, corre-se o risco de não se dar crédito ou de se descartar prematuramente algo que mereceria uma investigação mais profunda. É a tal história de se jogar fora o bebê junto da água do banho. Essa situação, que à primeira vista poderia parecer hipotética, está sendo vivida neste momento dentro dos círculos ufológicos devido a uma descoberta arqueológica feita em janeiro de 2016, no Peru.

A descoberta

Naquele país, descobertas arqueológicas não são propriamente uma surpresa, mas esta última em particular está causando uma grande discussão e não apenas interna, mas em muitos outros países, já que ela poderia ser, se verdadeira, a maior descoberta de todos os tempos — se corretas as alegações, estaríamos lidando com criaturas não humanas mumificadas há mais de um milênio. O surgimento de múmias com características estranhas, ao que parece, não se deu em outubro de 2016, data em que a história foi divulgada, mas em janeiro daquele ano, quando dois homens teriam descoberto um antigo sítio arqueológico desconhecido em uma região que estaria localizada entre Nazca e a costa do Pacífico. Essa descrição da área é muito genérica e foi feita de forma proposital para “se manter a descoberta protegida”, segundo alguns pesquisadores. Aqui cabe observar que alguns ativistas da Ufoarqueologia alegam que essas múmias já eram conhecidas desde 2014, mas que apenas em 2016 conseguiram ganhar notoriedade.

Os próprios descobridores também são objeto de polêmicas, pois enquanto alguns, como o pesquisador francês Thierry Jamin, afirmam que se tratam de huaqueros, termo usado para designar ladrões de tumbas no Peru. Já outros, como o pesquisador Paul Ronceros Fernández, alegam que os homens são exploradores oficiais que faziam parte de uma escavação também oficial do Governo Peruano. Seja como for, segundo os dois homens cujos nomes não foram divulgados, eles encontraram por acidente uma cidadela subterrânea, onde entraram por meio de uma espécie de laje de pedra que estava parcialmente desenterrada.

 

 

crédito: TERCER MILENIO
Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 258
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.