Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ARTIGO DE CAPA

Por Thiago Luiz Ticchetti

Afinal, quem são eles?

A literatura ufológica possui em seus registros de casos uma variedade significativa das características físicas dos alienígenas fornecidas pelas testemunhas de avistamentos e contatos. Diante de tal panorama, uma classificação por tipologia se faz necessária para que possamos comparar fatos e dados e, quem sabe, começar a responder à questão que intriga a todos: afinal, quem são eles?

Categoria: ABDUÇÕES | CIÊNCIA | CLASSES ALIENÍGENAS | GRAYS | GUIA DA TIPOLOGIA EXTRATERRESTRE

Milhões de pessoas em todo o mundo afirmam ter sido abduzidas por seres extraterrestres. A maior parte delas, segundo uma pesquisa de opinião feita pelo Centro Roper para Pesquisa de Opinião Pública, está nos Estados Unidos. Os relatos, espalhados pelo planeta, vêm de pessoas das mais variadas classes sociais, profissões e idades, incluindo médicos, policiais, donas de casa, crianças, pilotos, advogados. E os encontros são de longa data. Na verdade, de séculos atrás, mas ainda assim, não sabemos quem são esses seres, de onde vêm ou o que querem conosco.

A Ufologia carece de uma série de dados para que se possam estabelecer padrões de contato e de avistamentos. As estatísticas, quando existem, são falhas e de pequeno alcance e o mesmo acontece com a compilação de casos similares, de relatórios de especialistas e assim por diante. Justamente por isso é indispensável um catálogo, ou guia, que compile e registre a grande variedade de seres descrita pelas testemunhas. A catalogação da tipologia alienígena fornece uma base de pesquisa sólida e crível para casos futuros.

Relatos ao longo do tempo


Os relatos de testemunhas que tiveram contato com alienígenas, dentro ou fora de suas espaçonaves, não são recentes. De acordo com alguns pesquisadores, há milênios se registra esse tipo de interação, embora em muitos casos os alienígenas fossem interpretados como deuses vindos dos céus. Segundo consta na história da Ufologia, o primeiro registro de contato com uma aeronave extraterrestre ocorreu em 25 de novembro de 1896. Naquela tarde, o coronel H. G. Shaw e sua amiga Camille Spooner quase foram abduzidos por três criaturas com grandes e alongados olhos negros, que estavam a bordo de um objeto cilíndrico. Shaw afirmava que os seres eram de Marte. A história, na época considerada um delírio, é incrivelmente similar aos relatos modernos de abduções imputadas aos grays [Cinzas].

Os casos de contatos imediatos continuaram a acontecer. Há incidentes registrados em Bournebrook, Inglaterra, em 1901, em Baltimore, Estados Unidos, em 1910, na Austrália, em 1919, e em La Mancha, Espanha, em 1925, apenas para citar alguns. A partir do início da Era Moderna dos Discos Voadores, em 24 de junho de 1947, os avistamentos e relatos tiveram um crescimento assustador — mas é importante salientar que os ufólogos daquela época rejeitavam os depoimentos envolvendo alienígenas, pois os consideravam fantásticos demais. Discos voadores já eram suficientemente fantasiosos para que “homenzinhos verdes” fossem aceitáveis.

 

As histórias de George Adamski e de outros assemelhados só fizeram reduzir ainda mais a credibilidade dos contatos com extraterrestres.

Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 258
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.