Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ARTIGO DE CAPA

Por David E. Jacobs, Ph.D.

Eles já estão entre nós

Há um plano alienígena para tomar a Terra e controlar a humanidade? Após 60 anos de relatos e pesquisas sobre as abduções alienígenas, a resposta a esta pergunta emerge de forma assustadora, apontando para um futuro obscuro para a nossa espécie. Pelo menos, é o que informa o doutor David Jacobs, após 1.400 investigações de sequestros por ETs. Mas seria realmente esse o objetivo ou os alienígenas querem apenas se misturar e viver entre nós? E se sim, por quê?

Categoria: ABDUÇÕES | AUTOAJUDA | HIPNOSE REGRESSIVA | SERES HÍBRIDOS | TELEPATIA

O primeiro caso de abdução conhecido na história, o Caso Hill, aconteceu nos Estados Unidos em setembro de 1961 e foi um divisor de águas dentro da Ufologia. Naquela época, não se tinha informação do Caso Villas Boas, brasileiro, que ocorrera poucos anos antes. Mas, a partir do episódio que envolveu o casal Betty e Barney Hill, as pessoas que viam os extraterrestres como irmãos messiânicos que nos visitavam para impedir uma hecatombe nuclear, e também as pessoas que encaravam os UFOs como algo divertido para se procurar aos finais de semana, começaram a rever seus conceitos.

Muito embora os Hills não tenham sido os primeiros humanos a serem levados por alienígenas, o episódio foi o primeiro a ser publicado e a chegar ao conhecimento do público. O evento com o mineiro Antônio Villas Boas só viria a ser publicado em 1966 por uma revista estrangeira, e foi ele que nos deu as primeiras informações sobre o que mais tarde ficou conhecido como hibridização, o processo de se criar seres híbridos, meio humanos, meio extraterrestres.


Assim, considerando que já se vão 60 anos desde a abdução de Antônio Villas Boas e que no decorrer das décadas subsequentes milhares de pessoas relataram ter sido submetidas a procedimentos de fertilização ou ter sido obrigadas a manter relações sexuais com não humanos, é de ser supor que haja, hoje, toda uma população de híbridos espalhada pela Terra. A questão é saber onde estão e como identificar estes indivíduos, esforço que desenvolvo há várias décadas.

Neste texto, que é fruto de mais de 1.400 casos de abdução estudados, revisaremos e ampliaremos nosso conhecimento sobre como ocorrem estas experiências e suas consequências. Aqui teremos uma visão geral do assunto, que o leitor poderá aprofundar com a leitura de nosso novo livro Infiltrados: O Plano Alienígena para Controlar a Humanidade, recém lançado pela Biblioteca UFO [Código LIV-039. Confira na seção Shopping UFO desta edição e no Portal UFO: www.ufo.com.br].

A grande questão que sempre se levantou sobre o objetivo das abduções, parece que começa a ser respondida, mas apenas para trazer à tona algumas outras situações extremamente perturbadoras, como, por exemplo, se seremos substituídos pelos híbridos ou apenas passaremos a conviver com esta nova espécie? Durante uma sessão de hipnose em 2003, Bernard Davis contou-me uma história absurda. Ele disse ter ido a um jogo dos Baltimore Orioles com Eric, um amigo próximo. Porém, Davis nada sabia sobre Eric. Não sabia o sobrenome, de onde vinha, onde morava ou trabalhava — não sabia nem como haviam se conhecido.

 

Mesmo assim, os dois eram amigos íntimos há mais de 17 anos. A testemunha até me mostrou uma foto de Eric, em 1995, um rapaz na casa dos 30 anos, de aparência comum, sentado junto ao amigo em um bote de pesca no Brasil.

Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 258
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.