Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ARTIGO DE CAPA

Por A. J. Gevaerd

O impressionante agroglifo de Prudentópolis

Uma profunda investigação de campo e laboratorial da figura, realizada em diferentes frentes e por diferentes pesquisadores, traz à tona revelações surpreendentes sobre a formação descoberta no Paraná em setembro.

Categoria: AGROGLIFOS (CÍRCULOS INGLESES) | CETICISMO | MAGNETISMO | PESQUISA | TESTEMUNHOS

A Ufologia Brasileira tem vivido semanas de muita agitação e polêmica por causa da descoberta, em 27 de setembro, de um novo e surpreendente agroglifo na cidade de Prudentópolis, no centro-sul do Paraná, a 200 km de Curitiba. O município, de cerca de 50 mil habitantes, já havia recebido um agroglifo no ano passado, na propriedade de Tito Santini, relativamente perto do centro da cidade. O caso, de 06 de outubro, foi amplamente divulgado pela UFO e teve sua pesquisa publicada na edição 229, de dezembro. Agora o fato se repetiu em Prudentópolis, definindo a cidade como um novo — o segundo — local de manifestação do fenômeno no país.

Para relembrar a sequência de acontecimentos aos leitores, os agroglifos vêm surgindo inexplicavelmente na Inglaterra desde o final dos anos 70, sendo por isso conhecidos então como círculos ingleses. Com o passar dos anos, o fenômeno, cada vez mais impressionante e desafiador, passou a se manifestar também em outros países europeus, embora em menor intensidade e concentrando na Inglaterra a maioria dos estimados 500 a 600 casos anuais. Não tardou para que as misteriosas figuras também migrassem para outros continentes, alcançando pontos longínquos do planeta, mas, inexplicavelmente, sem nunca se manifestar na América do Sul e no Brasil.Causou certo espanto aos pesquisadores brasileiros que o fenômeno dos agroglifos tenha se espalhado por pelo menos 40 nações, majoritariamente do Hemisfério Norte, e nunca tenha chegado ao nosso país. Ora, o Brasil é uma das nações do mundo que mais contribuiu para a construção do Fenômeno UFO desde o advento da Era Moderna dos Discos Voadores, em 1947. Os primeiros e principais casos de abduções alienígenas, por exemplo, ocorreram aqui. Como então explicar que os agroglifos — que sabidamente têm ligação com a presença alienígena na Terra — nunca tenham aparecido em nossos campos? Não fazia sentido.

Uma cidade escolhida?

A situação se modificou radicalmente, e de forma surpreendente, quando duas figuras surgiram em uma manhã de novembro de 2008 na pequena cidade de Ipuaçu, no oeste catarinense, a 520 km de Florianópolis. Eram duas formações de pouco mais de 20 m cada, surgidas uma em uma plantação de trigo e outra de triticale de proprietários locais. É desnecessário dizer que junto da surpresa veio a incredulidade e o ceticismo em torno do assunto. Mas os moradores de Ipuaçu não se incomodaram. Tão pouco entenderam, como os ufólogos brasileiros, porque afinal a cidade foi “escolhida” para receber os primeiros casos de agroglifos no país.

Este editor recebeu a informação do aparecimento das formações em primeira-mão e no mesmo dia a partir do jornalista Ivo Hugo Dohl, residente na vizinha Xanxerê. As fotos enviadas por ele eram impressionantes e justificavam o deslocamento imediato até Ipuaçu, o que foi feito no dia seguinte.

Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 258
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.