Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ARTIGO

Por Paul Stonehill

Os resultados dos programas russos secretos de pesquisas ufológicas

Desde a época da antiga Cortina de Ferro, quando a União Soviética era um bloco fechado, até a Rússia de hoje, em que aparentemente impera a democracia e estão de volta os direitos humanos, discos voadores e seus tripulantes têm sido intensamente vistos e registrados oficialmente pelas autoridades. Mas muito pouca coisa chega ao conhecimento do mundo ocidental.

Categoria: ACOBERTAMENTO UFOLÓGICO | ARQUIVOS MILITARES | COMUNISMO | MILITARISMO | QUEDAS DE UFOs | SEGREDOS GOVERNAMENTAIS | SEGREDOS MILITARES

O aumento repentino das atividades ufológicas no final dos anos 70 na então União Soviética, especialmente o Caso Petrozavodsk, forçou vários departamentos da Academia de Ciências do país que tinham envolvimento com a questão ufológica de maneira direta ou indireta — e sempre secreta — a estabelecerem um programa de pesquisa cada vez mais abundante da casuística ufológica do país, sobre a qual o Ocidente jamais teve muitas informações. O nome em código deste programa foi Setka e ele estava diretamente ligado à mais alta cúpula do governo. Tecnicamente, seu nome era Setka-AN quando estava mais ligado aos meios científicos e Setka-MO quando se relacionava mais com os círculos militares, quando esteve sob tutela do Ministério da Defesa Soviético.

Foi a Comissão Industrial e Militar do país que encomendou a instalação do programa e determinou a pesquisa que ele iniciou, e também decidiu criar dois departamentos completos para acomodá-lo, um na própria Academia de Ciências e outro no citado Ministério da Defesa. Ambos os departamentos, apenas divisões técnicas do programa, ajudavam um ao outro e trocavam informações. Mas há certas lacunas quanto ao seu funcionamento, pois há relatos de que Yuri Andropov, diretor da KGB de 1967 a 1982 e secretário-geral do Partido Comunista de 1982 a 1984, estava extremamente interessado no Fenômeno UFO e interferia regularmente no Setka, seja no AN ou no MO. Ele naturalmente tinha poderes suficientes para influenciar de uma forma ou outra o projeto secreto.

No final de 1978, a pesquisa de fenômenos anômalos que vinha sendo praticada sigilosamente há décadas na Academia de Ciência Soviética se tornou assunto direto do Setka-AN, quando o órgão foi criado. Suas funções foram distribuídas em vários departamentos e inúmeros institutos de pesquisas que trabalhavam para a Academia, que receberam missões para pesquisar os numerosos casos ufológicos que vinham sendo relatados. Foi a partir da instalação do Setka-AN, mesmo com resultados mantidos secretos, que a pesquisa do Fenômeno UFO tomou força — o mesmo podendo-se dizer do Setka-MO, ainda mais secreto.

A reunião inicial

Em 18 de outubro de 1978 houve uma reunião na Academia de Ciências para definir como o programa civil funcionaria. Entre os presentes estavam os cientistas Vladimir Vasilyevich Migulin, Georgiy Stepanovich Narimanov, Rem Gennadiyevich Varlamov, Victor Petrovich Balashov, Vladimir Ivanovich Volga, Anatoly N. Maranov, Inna Evgraphovna Petrenko, Evgeniy Pavlovich Chigin, Lev Mironovich Gindilis, Inna Gennadyevna Petrovskaya e Yury Victorovich Platov. Chefiando estes homens estava Dmitry Aleksandrovich Menkov Zaitsev, coronel da Força Aérea Soviética (FAS).

Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 258
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.