Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ARTIGO

Por Paul Stonehill

UFOs sobrevoam Chernobyl

A atração de outras espécies cósmicas por nossas instalações de manuseio de energia atômica já está comprovada através dos anos, tanto que UFOs sempre são observados sobre estas áreas, como ocorreu com a usina nuclear de Chernobyl antes do desastre

Categoria: ARMAMENTOS SECRETOS | MONITORAÇÃO EXTRATERRESTRE | RADIAÇÃO | UFOs E ENERGIA NUCLEAR
crédito: Pripyat Gazette
ampliar
UFOs foram vistos sobrevoando a usina nuclear de Chernobyl, na Rússia, antes e depois das explosões
SAIBA MAIS
Discos voadores vistos nas Guerras da Coreia e do Vietnã As revelações do Pentágono Sequestros alienígenas registrados no Brasil

Antes de 1986, Chernobyl nada mais era que uma obscura cidade no leito do Rio Pripyat, no centro-norte da Ucrânia. Então chegou o dia em que o pior acidente nuclear do planeta aconteceu. Em 26 de abril daquele ano, uma série de erros operacionais e deficiências no design do reator 4 da usina de Chernobyl produziu uma devastadora explosão, causando o derretimento do seu núcleo. Uma nuvem de radiação mortal espalhou-se sobre parte da União Soviética, contaminando pessoas, animais, causando doenças e mutações. Parecia que o país jamais se recuperaria desse terrível desastre, embora os políticos do regime e líderes locais procurassem esconder a verdade durante muito tempo.

Valery I. Kratokhvil, pesquisador ucraniano e autor de diversos livros, coletou informações a respeito dos objetos voadores não identificados vistos sobre Chernobyl e as publicou em seu livro NLO: Gosti iz Buduschego [UFOs: Visitantes do Futuro, Minsk, 1992]. Poucas pessoas lembram que em sua ignóbil, criminosa e irresponsável tentativa de esconder a causa do desastre, as autoridades soviéticas procuraram enganar o público com rumores de que UFOs teriam causado o acidente.

Em agosto de 1990, Kratokhvil localizou Mikhail A. Varitzky, um dos técnicos da usina nuclear que viveu em Chernobyl desde o dia de sua construção. Ele forneceu declarações surpreendentes sobre o episódio, e disse que, na noite do acidente, seu sono foi interrompido por alarmes. Assustado, Varitzky foi com outro técnico, Mikhail Samoilenko, até a usina. Eles deveriam coletar o medidor e trocar os tanques de oxigênio. Os técnicos chegaram ao reator 4, que estava em chamas, às 04h15. Eles não estavam com roupas de proteção e seus rostos estavam quase queimando. Como sabiam dos riscos da radiação, resolveram sair dali.

 

 

crédito: Biblioteca UFO
O livro UFOs na Rússia, da coleção Biblioteca UFO, apresenta casos empiricamente no país
O livro UFOs na Rússia, da coleção Biblioteca UFO, apresenta casos empiricamente no país

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Enquanto o carro — um Gaz-51 com a placa KIZ 2428 — dava meia-volta, observaram uma esfera incandescente movimentando-se lentamente no céu. Sua cor era semelhante a latão, e tinha o diâmetro aproximado de oito metros. Duas luzes róseas saíram do objeto, direcionadas ao reator 4.

Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 258
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.