Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

BLOG

As primeiras detecções de UFOs na órbita terrestre

04.08.10 - 14h42
ampliar
UFO fotografado durante a missão Apollo 11

Mesmo antes do dia 4 de outubro de 1957, quando os soviéticos lançaram da base de Baikonur e colocaram em órbita nosso primeiro satélite artificial, o Sputnik, aparelhos não identificados já haviam sido detectados e descobertos evoluindo além da nossa atmosfera, quilômetros acima da superfície de nosso mundo.


A primeira dessas descobertas aconteceu no ano de 1953, quando a recém criada USAF, a Força Aérea Norte-Americana, começou a utilizar um novo modelo de radar, que possibilitava detecções de alvos a distâncias bem superiores às conseguidas até então.  Faziam ainda os primeiros testes quando os técnicos captaram um objeto de grandes dimensões evoluindo sobre a região equatorial do planeta a uma altura de 600 milhas.   Pouco depois outro entrava na órbita do planeta a uma altitude inferior, estimada em 400 milhas.  A partir dessas ocorrências, foi criada em White Sands, no Novo México, em caráter de emergência, um projeto supostamente para a detecção de satélites.  O descobridor do planeta Plutão, o astrônomo Clyde Toumbaught, um dos poucos de sua área a declarar publicamente ter visto UFOs, foi curiosamente convidado para dirigir os estudos, que teriam a supervisão da Ordinance Research do Exército.
 
A explicação oficial aprovada pelo Pentágono para divulgação pública dizia que as Forças Armadas estavam pesquisando pequenas luas, objetos naturais que tinham chegado através do espaço e entrado em órbita de nosso planeta.  Em 1955, entretanto, a Casa Branca recebia a informação de que um desses objetos havia passado a evoluir em uma órbita mais baixa.  Estava orbitando o planeta cerca 50 quilômetros mais próximo, enquanto o outro simplesmente havia desaparecido, deixando as vizinhanças de nosso mundo.  Não havia a menor dúvida já nessa época, que estávamos diante de artefatos controlados por alguma forma de inteligência. A idéia de objetos naturais entrando em órbita da Terra foi algo apenas para consumo do público.
 
O Comitê de Segurança Nacional, intimado pelo então presidente Dwight David Eisenhower aventava a alternativa de se tratarem de artefatos lançados pelos soviéticos, o que em nada servia para acalmar as coisas.  Afinal, se eles já detinham tecnologia para colocar em órbita artefatos daquele tamanho, os EUA estavam realmente em grande perigo, pois as tensões entre os dois blocos já era preocupante naqueles tempos.  Mas a verdade é que aqueles objetos detinham uma tecnologia muito além das capacidades soviéticas, como dois anos depois pôde ser confirmado, quando finalmente tivemos o lançamento do primeiro satélite por parte dos comunistas: um pequeno objeto metálico.
 
Desde 1953 outros objetos de origem interplanetária passaram a ser detectados orbitando nosso planeta, ou simplesmente se aproximando dele, para depois desaparecem, e nunca mais serem vistos.  Nosso programa espacial passou a ser desenvolvido e planejado já com a certeza de que iríamos encontrar “alguém”, e que a órbita de nosso planeta, já estava, vamos dizer, ocupada.

 

Atenção
Para comentar no blog, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.

Hannah Werlang Becker 08.08.2010 às 16h27

Oi... - Levando em consideração a razão de inteligência de nossos visitantes, eles com certeza não iriam atravessar galácias sem estarem preparados para o seus feitos! levando em consideração muito do que Hollywood nos mostra sobre ET´s e OVN´s, fica evidente que muitos sabem de muita coisa mas não podem "escancarar" suas verdades! então, assim como nos apropriamos de nossa Natureza para estudos, ELES simplesmente se aproveitam de nossas fragilidades terrenas e nos estudam em silência...e com um propósito! COPIAREM O QUE TEMOS DE BOM...para quem sabe gerarem CLONES HIBRIDOS HUMANOS/ALIENÍGENAS APRA ENTÃO UM DIA ABRIREM AS COMUNICAÇÕES...OU PREPARAREM SEUS ESPIÕES/CLONES TERRENOS PARA SUA INVASÃO PERMANENTE! seria então a imagem em Marte, o "saldo" de civilizações terrernas que por lá viveram até o planeta exaurir seus suportes de vida? e como "AVISO", deixaram aquelas edificações como ALERTA, ANTES DE DE MUDAREM PARA A TERRA? ...e para onde vamos DEPOIS QUE O PLANETA AZUL SE AXAURIR IGUALMENTE A MARTE? estão eles preparando secretamente a "mudança" de "novos" terráqueos mais adaptados como eles para uma nova "migração" estraterrena rumo a um outro mundo..outra TERRA?

Marco Antonio Petit 05.08.2010 às 18h39

Cecile. Alguns desses objetos eram realmente gigantescos, e poderiam ser naves mães, com outros menores no interior. Mesmo dentro de nossa atmosfera já foram detectados no passado UFOs com centenas de metros de extensão. Durante a chamada Operação Prato, por exemplo, foi documentado em fotos e mediante filme pelos militares comandados pelo então capitão Uyrangê Hollanda, a presença de uma nave de grande porte da qual saíram objetos menores. Um dos aspectos mais impressionantes no caso que relatei no post acima, foi o tempo que permaneceram nas vizinhanças de nosso planeta. Um deles mais de dois anos. Só podemos, entretanto, especular sobre o destino, ou rumo que tomaram após deixarem a órbita de nosso mundo. Beijo, Petit

Maria Cecile Azambuja 05.08.2010 às 15h40

Marco Antonio, qual a hipótese, na sua opinião, que vc considera mais plausível, de destino desses objetos que foram detectados e depois desapareceram e nunca mais foram vistos? Foram resgatados, desistiram de fazer contato... Bjs.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 258
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.