Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

BLOG

Há muito tempo venho querendo escrever sobre os círculos ingleses (crop circles, em inglês), mas só conseguiria fazer isso se tivesse algum tipo de resposta na minha cabeça. Sim, resposta porque para ser bem sincero, até então eu não acreditava que esses desenhos fossem de origem extraterrestre ou que seres tão avançados tecnologicamente não tivessem a capacidade de tentar se comunica conosco de uma forma mais direta, afinal eles estão em nossos céus há séculos e todos os dias.

Certamente alguns leitores me questionariam: “mas eles não querem aparecer para nós, não querem um contato”. Ok, mas então por que desenhar em nossas plantações?

A história dos Círculos Ingleses parece datar do século XVII, quando uma publicação em um tablóide londrino do dia 22 de agosto de 1678, mostrou um desenho da lenda do

Demônio Ceifador, relatando que misteriosos círculos que apareciam nas plantações inglesas e que os fazendeiros da região atribuíam sua autoria ao demônio. A capa da obra é ilustrada por um desenho de uma figura de um diabo ceifando em uma plantação com uma foice nas mãos.

Na década de 70 o fenômeno tomou porporções mundiais após surgirem na Inglaterra. Até hoje, apesar de em menor número de registros, esses desenhos, inclusive no Brasil – conhecidos como agroglifos – são encontrados.

Mas eu não conseguia aceitar a idéia de que tal fato fosse feito por seres extraterrestres. Li muita coisa a respeito, muitas teorias, das mais plausíveis até as mais exdrúlas, para tentar ACREDITAR no fenômeno. A frase do poster que ficava na parede do escritório do Foz Mulder no Arquixo X poderia resumir a minha intenção: “I want to believe”, ou seja, “eu quero acreditar”.

Foi quando achei uma resposta que poderia ser bem plausível para mim. Nós seres humanos não temos a tecnologia para viajarmos pelo espaço além da lua, mas podemos mandar sondas, satélites e foguetes para explorar o universo, então por que não pode existir uma civilização extraterrestre que não detém a tecnologia para assim como nós explorar outros planetas, mas que pode mandar sinais que nos chegam através dos desenhos em plantações? E que esses desenhos só aparecem em plantações ou solos mais “macios”, excluindo então que apareçam no telhado de uma casa ou no asfalto? Oras, nós enviamos sinais de rádio para todo o cosmo e tentamos captar sons artificiais em busca de vida extraterrestre. Por que não pode ser o contrário? E se uma civilização quer se mostrar existente, mas que não sabe como comunciar-se conosco, além de seus agroglifos?

 

Ok, é uma explicação simplória demais para um fenômeno tão intrigante e cheio de possibilidades? Sim, é, mas para mim foi a melhor explicação que encontrei até hoje. E vocês, o que pensam?

Atenção
Para comentar no blog, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 258
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.