Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ENTREVISTAS

Por Mirta Cristina Rodríguez Corderí

Luis Burgos: A rica casuística ufológica da Argentina é também uma das mais ativas do mundo

Desde ondas ufológicas com centenas de casos de aterrissagem a abduções alienígenas ocorridas há décadas e conhecidas de todo o país, saiba um pouco do que contêm os arquivos de um dos mais experientes e obstinados ufólogos argentinos

Categoria: ATERRISSAGENS | CASUÍSTICA | OBJETOS SUBMARINOS

Poucos são os ufólogos que tiveram início de carreira em idade tão tenra como o entrevistado dessa edição. O argentino Luis Burgos nasceu em 1956 e desde 20 de julho de 1969, data da chegada do homem na Lua, então com apenas 13 anos, vem se dedicando à pesquisa da presença alienígena na Terra de corpo e alma. Sua trajetória é impressionante: com 43 anos de experiência em investigações de campo, percorreu dezenas de milhares de quilômetros de estradas entre Argentina e Uruguai, principalmente, atrás de ocorrências ufológicas. Nesse período, participou de incontáveis congressos, simpósios e jornadas, apresentando mais de 250 conferências e sendo entrevistado pelas principais figuras do meio jornalístico de seu país, ajudando a dar mais visibilidade ao Fenômeno UFO.

 

Além de incontáveis artigos publicados em revistas argentinas e de muitos outros países, teve experiências diretas com UFOs em oito oportunidades, podendo observá-los pessoalmente. “Pesquisá-los é fascinante, mas vê-los é ainda mais”, diz o ufólogo que realizou mais de 150 vigílias noturnas por todo o seu país, reunindo e investigando pessoalmente mais de 600 testemunhos de primeiro grau sobre avistamentos ufológicos — Burgos possui um banco de dados com cerca de 5.000 registros de UFOs ocorridos na Argentina desde 1947. Sua especialidade são as aterrissagens, tendo analisado mais de 100 casos do gênero, mas também tem especial interesse pelas abduções alienígenas, das quais investigou cerca de 30 episódios — entre eles o primeiro avistamento de humanoides em seu país, ocorrido em Tres Arroyos, no início dos anos 40.

O “Corredor do Oeste”

Foi Luis Burgos quem descobriu o mais ativo hot spot de aterrissagens de discos voadores na Argentina, situado dentro de uma região batizada de El Nido [Ninho], com epicentro em Punta Índio, área onde muitos ufólogos concentram seus estudos desde 1990 e onde, em 1985, aconteceu o recorde mundial de marcas de pouso de UFOs, com 150 rastros em um campo de Atalaya, ali perto, jamais superado. Já na região de Gobernador Ugarte, na província de Buenos Aires, encontrou em 2002 uma nova área ativa do fenômeno, que permanece recorrente desde então. No início de uma grande onda ufológica que marcou a Argentina, em 2008, nomeou como “Corredor do Oeste” a passagem compreendida por várias cidades limítrofes a Buenos Aires, investigando ali vários episódios registrados.

 

crédito: FAU
Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 258
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.