Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ENTREVISTAS

Por Guillermo Giménez

Fabio Zerpa: Somos observados por muitas civilizações, que aguardam nosso crescimento espiritual

Categoria: ESPIRITUALIDADE

Há tempo devíamos aos nossos leitores uma entrevista com este renomado parapsicólogo, autor, historiador e ufólogo da velha guarda da Ufologia Mundial — que, além de tudo isso, ainda é reconhecido ator. Nascido no Uruguai, em 1928, Fabio Pedro Alles Zerpa chegou à Argentina em 1951, país em que se radicou e reside desde então. Professor universitário de história, antropologia, psicologia e sociologia, Zerpa também pratica terapia de vidas passadas no Instituto Doutora Helen Wambach, em São Francisco, Califórnia. Criou a disciplina “sabedoria do ser”, uma espécie de metafísica para a vida cotidiana, com fundamentos culturais futurísticos do século XXI. Ele é membro de diferentes entidades mundiais da Ufologia, parapsicologia e esoterismo, e foi convidado de honra em mais de 40 congressos de 14 países da América Latina e Europa, sendo 12 deles na qualidade de presidente.

 

Sua carreira é repleta de grandes realizações, algumas incomuns para estudiosos de paraciências. Antes de se dedicar à Ufologia e à parapsicologia, Zerpa atuou em mais de uma dúzia de filmes, entre os quais Los Inocentes [1963], La Culpa [1969] e Largo Viaje [1967]. Foi diretor e editor do programa televisivo Mas Allá de La Cuarta Dimensión, criado em 1966 e que durou décadas, sendo exibido em canais da Argentina à Venezuela, e ainda da Alemanha e Espanha. Com a série, foi o primeiro pesquisador no mundo a realizar uma programação permanente sobre a temática ufológica e parapsicológica. Outros de seus programas foram El Quinto Homem e O Ponto Azul, também da década de 60, transmitidos por 36 emissoras da América Latina e Europa.

Documentários teatrais

Como se não bastasse tal currículo, Zerpa é ainda autor de 36 documentários teatrais sobre vida extraterrestre, parapsicologia, neoantropologia e suas implicâncias culturais, exibidos em 18 países. O primeiro deles, Los OVNIs e sus Mistérios, Zerpa realizou em 1968 no Teatro Comédia da capital argentina, sendo o primeiro pesquisador no mundo a plasmar artisticamente uma investigação em tela panorâmica, com duração de 120 minutos. No mesmo ano, na Faculdade de Medicina de Buenos Aires, após realizar o 1º Simpósio Sobre o Estudo da Vida Extraterrestre, ele e outros pesquisadores decidiram formar a Organización Nacional Investigativa de Fenómenos Espaciales (ONIFE), dedicada ao estudo de vários tipos de fenômenos anômalos. Em 1972 criou o Centro de Estudios Psicoespaciales (CEP), instituto que reuniu professores e profissionais de diversas áreas para a realização de cursos sobre Ufologia, parapsicologia e técnicas esotéricas de percepção. O CEP foi a primeira entidade do gênero da Argentina, que, a partir de 1979, confirmou sua participação também em uma rede de ensino do país, com o que Zerpa chama de “disciplinas de abertura”.

Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 258
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.